24/07/2017

Eleanor & Park

  e arquivado em    

Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.



Resenha:

Sabe daqueles livros que você não quer largar nunca mais?
Então,foi essa sensação que tive lendo esse livro.
Ele é tão meigo,inocente ,sofrido e cheio de amor,que não parei de ler até terminar rapidinho.
Eleanor é uma ruiva gordinha,que vive com a mãe,irmãos e padrasto e uma situação muito delicada,pois sofre diversos abusos e dificuldades .
Park ,é mestiço,meio coreano e meio irlandês ,vive com os pais em uma boa casa,e com uma ótima estrutura familiar.
Um dia esses dois se cruzam no ônibus da escola...e daí começa a história mais fofa de amor do mundo!!
Park ,sempre sentava sozinho no seu lugar do ônibus ,até o dia que entra aquela menina esquisita e ruivona,e todos riram dela,foi ali que Park começou a dividir o assento e o coração com Eleanor.

"Sem dúvida,ele não era um deles,os diabos do ônibus.Não conversava com ninguém no ônibus(muito menos com ela).Mas ele tinha alguma coisa com os outros,porque ,quando Eleanor se sentava a seu lado,todos a deixavam em paz."
Eles vão passar por tantas coisas...tanto amor,tanta dificuldade...
Haaaaa ,como eu to apaixonada por esse livro.
Sabe o que ele me lembrou? O meu primeiro amor,toda aquela doçura,inocência e paixão avassaladora.
Como é mágico ter 16 anos^^
" A parte mais enlouquecedora era Eleanor querer que Park a tocasse de novo.Queria que ele a tocasse constantemente.Até se isso o fizesse entender que ela era parecida demais com uma morsa para ser sua namorada...De tão bom que era. Ela sentia-se como um vampiro que provou sangue humano e não quer saber de outra coisa.Uma morsa que provou sangue humano."
Super indico essa fofura de livro!! Já estou com saudades^^
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

2 comentários

  1. O primeiro amor é sempre marcante né? 💚
    Foi exatamente na mesma idade dos personagens que me senti assim. É muito bom recordar!

    Bem,quanto ao livro, ele parece ser muito especial.
    Eleonor e Park possuem vidas diferentes. Mas ao mesmo tempo são parecidos : São solitários!

    Day,adorei a sua dica!
    Parece ser uma leitura encantadora mesmo. :)

    ResponderExcluir
  2. DAyse!
    Delícia poder ler um livro onde os protagonista tem uma sintonia fina um com o outro e se ajudam a superar seus medos, frustrações e criar novas expectativas de vida.
    Não li ainda nenhum livro da autora, porém só leio elogios sobre ela e suas personagens bem construídas e sempre com a mensagem de fé, isso é importante.
    Tão bom poder reviver as aventuras adolescentes...
    Desejo uma ótima semana!
    “Demore na dúvida...E descubra a sabedoria que insiste em se esconder na ausência de palavras.” (Padre Fábio de Melo)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir



PRA CIMA!