17/10/2018

Pequenos Incêndios por toda parte

  e arquivado em    

Um encontro entre duas famílias completamente diferentes vai afetar a vida de todos.

Em Shaker Heights tudo é planejado: da localização das escolas à cor usada na pintura das casas. E ninguém se identifica mais com esse espírito organizado do que Elena Richardson.

Mia Warren, uma artista solteira e enigmática, chega nessa bolha idílica com a filha adolescente e aluga uma casa que pertence aos Richardson. Em pouco tempo, as duas se tornam mais do que meras inquilinas: todos os quatro filhos da família Richardson se encantam com as novas moradoras de Shaker. Porém, Mia carrega um passado misterioso e um desprezo pelo status quo que ameaça desestruturar uma comunidade tão cuidadosamente ordenada.

Eleito nos Estados Unidos um dos melhores livros de 2017 por veículos como Entertainment Weekly, The Guardian e The Washington Post, Pequenos Incêndios Por Toda Parte explora o peso dos segredos, a natureza da arte e o perigo de acreditar que simplesmente seguir as regras vai evitar todos os desastres.


Resenha

Mia é uma mulher livre,uma artista independente e mãe solteira.
Elena é uma mulher rica ,com uma família estruturada e muito organizada.
A vida dessas duas mulheres se cruzam quando Mia aluga a casa que Elena tem .
Logo os filhos de Helena se tornam amigos da filha de Mia.
Uma amizade que vai além de tudo.
Até algumas coisas acontecerem entre essas famílias que irá fazer mudar o rumo de ambas.
É um livro muito interessante,estória flui e eu gostei bastante.
achei que o final deixou muitas perguntas no ar.
Porém mesmo assim curti bastante a leitura.

07/10/2018

Eu Venho de Alepo

  e arquivado em    

Junho de 2015. A cidade de Alepo afunda no caos. Como centenas de milhares de civis, Joude Jassouma decide fugir com sua esposa, Aya, e sua filhinha, Zaine.

A guerra civil na Síria se intensifica. Os confrontos entre o exército de Bashar al-Assad e as forças rebeldes lideradas pelos jihadistas da Frente al-Nusra e do Estado Islâmico se tornam diários. Joude, jovem professor de francês, recusa-se a tomar partido numa luta absurda, que não é a sua. Com sua família, tenta se proteger, muda de residência quatro vezes para evitar os bombardeios – e acaba resolvendo se exilar.

Dos bairros pobres de Alepo ao litoral norte da França, passando por Istambul e pelos campos de refugiados da ilha grega de Leros, este livro conta o êxodo de um dos milhões de sírios atingidos pela guerra. A odisseia de um herói anônimo que, arriscando a vida, atravessou o mar Egeu a bordo de um bote inflável em busca de uma vida decente para sua família.

Pela primeira vez, a maior crise migratória desde a Segunda Guerra Mundial é contada por alguém que a viveu de dentro, através do olhar de um refugiado comum.


Resenha

Há cinco anos, todos os sírios esperam uma paz que nunca chega. E mesmo que a paz volte, não haverá mais lugar para mim na Síria. Estou cansado...

Joude nos conta como era sua vida em Alepo ,Síria antes e durante a guerra...
Somos levados pelas palavras de Joude,um rapaz que gostava de estudar e queria ser uma pessoa com conhecimento acadêmico ,que começou a trabalhar cedo para ajudar seus pais .
A narrativa dele nos leva a ver como tudo mudou na Síria depois da guerra .
Podemos sentir um pouco da desolação e tristeza de todos aqueles que viram seus sonhos acabados,suas casas e memórias materiais destruídas .
Me emocionei muitas vezes com suas palavras ...
Me mostrou o quanto é mesquinho ,tantas pessoas que são contra os refugiados ,achando que alguém deixa sua terra ,seus costumes porque quer morar em outro país.
Essas pessoas não sabem o que é viver em guerra,presenciar mortes,perder tudo...

"Queria dizer ainda que os que deixam a Síria não são religiosos fanáticos, e sim pessoas democráticas, instruídas, modernas e moderadas." (from "Eu venho de Alepo: Itinerário de um refugiado"
Um livro maravilhoso,triste,real ,mas que deveria ser lido por todos,para podermos ter uma dimensão do genocídio que a síria tem vivido.

"Estamos maravilhados com as ajudas sociais que o Estado francês fornece a seus cidadãos, algo completamente inconcebível para nós: a previdência social, a saúde pública, o RSA – uma espécie de bolsa-família –, os auxílios-moradia, a ajuda para os SDF. Nada disso existe na Síria, que se pretende uma república socialista..." (from "Eu venho de Alepo: Itinerário de um refugiado"
Super recomendo.

05/10/2018

Cuide do pais antes que seja tarde

  e arquivado em    


Um livro emocionante sobre família, do autor best-seller Carpinejar Nesta obra, Carpinejar mergulha em sua própria intimidade ao se lembrar de seus pais. Faz confissões, desabafos sinceros e também aconselha todos aqueles que ainda têm pai e mãe vivos a valorizá-los, tudo isso de maneira poética e verdadeira. A inevitabilidade da morte permeia a obra, com reflexões sobre o que podemos fazer para lidar com ela de modo a torná-la menos dolorosa. O tom de arrependimento também se faz presente, em meio às memórias do autor. Livro emocionante com o qual todos vão se identificar. Inclui texto de orelha do ator Paulo Betti

RESENHA

Um livro que eu queria dar a todos os meus amigos.
Um livro que nos mostra o que realmente tem valor nas nossas vidas.
Enquanto lia,percebi o quanto da minha mãe eu levo em mim,e como foi maravilhoso ter ela do meu lado até a hora de sua partida.
Um livro que nos faz refletir de como as vezes esquecemos de dar a valor as pessoas que mais nos amam,ou nos amaram na vida.
É um livro de uma delicadeza imensa,de uma profundidade incrível.
Um livro que tem que ser passado adiante,para que outras pessoas possam despertar para a realidade que nossos pais ,passam muito rápido por essa vida,e que temos que aproveitar cada momento da vida ao lado deles.
Um livro que me emocionou muito,me levou as lágrimas muitas vezes.
Super recomendo.

27/09/2018

A Inesperada Herança do Inspetor Chopra Agência de Detetives Baby Ganesh #

  e arquivado em    

No dia de sua aposentadoria, o inspetor Chopra herda dois inesperados mistérios. O primeiro é o afogamento de um jovem pobre, cuja suspeita morte ninguém quer investigar. O segundo é um bebê elefante.

Enquanto sua busca por pistas o leva através da movimentada cidade de Mumbai - das ricas mansões ao submundo sombrio das favelas - Chopra começa a suspeitar que há bem mai por trás dos dois mistérios do que ele pensava. E rapidamente descobre que um determinado elefante pode ser exatamente o que um homem honesto precisa...

"Uma atmosfera colorida e vibrante transborda para fora de cada página nesta divertida e curiosa história" - Daily Express

"Mumbai, assassinatos e um bebê elefante combinados em um espirituoso mistério" - Books Monthly

"Uma história encantadora" - Marie Claire


Um dos livros mais legais ,divertidos e fofo que li esse ano.
Recebi esse livro do clube de assinaturas,e quando vi que se passava na índia ,já sabia que seria maravilhoso.
Eu amo livros que se passam na índia!!

"Os indianos estão convencidos de que os elefantes possuem poderes místicos e uma empatia inata pelo sofrimento da humanidade. Eles são nossos amigos; eles são nossos guardiões."

O inspetor Chopra é daqueles policiais dedicados ,que não se corrompem e que construiu uma carreira sólida na policia,mas enfim chega a época de se aposentar,e como toda pessoa que se dedicou tanto a um serviço que amava,ele fica totalmente perdido.
Para completar,seu tio lhe manda de presente um bebê elefante...
Imaginem esse bebê elefante em um condomínio ,com uma síndica super chata e uma sogra mereja ?
Um inferno na cabeça de Chopra sua delicada e devotada esposa e o pequeno bebê elefante.
O livro nos mostra um pouco da vida na índia,seus problemas,corrupção,crimes e cultura.
O inspetor Chopra se envolve em um caso de investigação de assassinato que vai surpreender a todos com o desfecho.
Gente ,e o mais fofo desse livro é o elefantinho,que não é um elefante normal e sim parece com a personificação de um Deus indiano.
Eu dei boas risadas,fiquei tensa,curiosa e cheia de amores com essa estória tão cativante.
Um livro que vale muito ler.


17/09/2018

O filho da Feiticeira

  e arquivado em    

Para leitores de fantasia, “O filho da feiticeira” traz a típica jornada do herói
De um menino desvalorizado em sua aldeia até a única esperança de todo o seu mundo, Ned já se acostumou ao seu apelido: o garoto errado. Desde que nasceram, foi sempre o irmão gêmeo, Tam, a estrela da aldeia; o mais habilidoso e querido. Quando decidem construir uma balsa para encontrar o mar, um plano que sai pela culatra, Ned se torna mais que o garoto errado: se torna o único. Agora, Ned é visto como um pária. No entanto, numa reviravolta, ele se transforma no único capaz de impedir que a magia caia nas mãos do ambicioso Rei dos Bandidos. E, para isso, arruma uma insuspeita aliada: Áine, a filha do ladrão. E eles terão de aprender a confiar um no outro se quiserem impedir uma guerra entre dois reinos há muito separados...



RESENHA:

Um livro muito fofo^^ infantil que nos conquista.
Uma história de irmãos gêmeos que são separados pela morte.
Um reino distante ,onde não sabem que existem outras terras,outros povos...
Uma feiticeira que ajuda todas as pessoas com sua bondade e com a magia que ela guarda.
Do outro lado uma menina e seu pai...
Uma menina criada no mar,e que tem a difícil tarefa de conviver com um pai fora da lei.
Todos esses personagens se cruzam ,e a estória fica totalmente encantadora.
Daqueles livros que nos fazem sonhar e nos levam ao mundo da fantasia ,da maneira mais bela possível .Um livro lindo!! super indico.



PRA CIMA!