15/03/2019

A Fome

  e arquivado em    

“Um livro surpreendente, singular, violento, necessário. O texto de Caparrós tem uma força memorável.” — El Mundo

A Fome é um livro construído a partir de histórias de pessoas que trabalham em condições bastante precárias para mitigá-la, daqueles que usam o alimento como meio de especulação financeira provocando fome em muita gente. Para entendê-la e narrá-la, Martín Caparrós viajou pela Índia, Bangladesh, Níger, Quênia, Sudão, Madagascar, Argentina, Estados Unidos e Espanha. Nestes países, encontrou pessoas que, por diferentes motivos — secas, miséria, guerras, marginalização —, passam fome. A Fome tenta, sobretudo, destrinchar os mecanismos que fazem com que quase um bilhão de pessoas não comam o que precisam. Incômodo e apaixonado, é uma crônica que faz pensar, um ensaio que relata e um panfleto que denuncia a pressão de uma vergonha incessante.


"E,entretanto ,o mundo continua aí,tão bruto,,tão espantoso como de costume.Ás vezes penso que tudo isto é,antes de mais nada,feio.
Repugnam a qualquer um as formas de percepção da grosseria de pessoas possuindo,desperdiçando sem pudor aquilo de que outras precisam desesperadamente .Não é mais uma questão de justiça ou de ética,é pura estética.Digo: tentar fazer com que o mundo não continue sendo tão horrível .
A humanidade deveria sentir,pelo que fez com ela mesma,esse desassossego que tem o criador quando dá um passo para tás,olha a sua obra e vê uma porcaria. Eu conheço .
Este é um livro sobre a feiura,a mais extrema que posso conceber. Este é um livro sobre o asco- que deveríamos ter por não tê-lo.
Comecei a ler esse livro e pensar a cada página e capítulo ,em que espécie de seres somos...ou nos tornamos.
Enquanto pessoas morrem de fome no  mundo todo,as vezes até mesmo no nosso bairro,o que a gente faz para ao menos não desperdiçar ?
É totalmente desesperador saber,que a cada minuto que se passa,alguém morre de fome...
Na maioria das páginas o autor coloca a frase:
Como podemos viver com isso caralho?
O livro também nos esclarece muitas coisas,como infelizmente alguns lucram com a fome ,a miséria...
Conhecemos através dele relatos de pessoas de muitos países,onde a fome é algo comum para seus habitantes.
É um livro pesado ,triste ,porém de extrema importância .
Posso dizer que ele mudou totalmente minha visão de mundo.


21/02/2019

A Lógica inexplicável da minha vida

  e arquivado em    

Salvador levava uma vida tranquila e descomplicada ao lado de seu pai adotivo gay e de Sam, sua melhor amiga. Porém, o último ano do ensino médio vem acompanhado de mudanças sobre as quais o garoto não tem nenhum controle, como ímpetos de raiva que ele não costumava sentir. Além disso, Salvador tem que lidar com a iminente morte da avó, com uma tragédia repentina que acontece na vida de Sam e com o fato de seu pai estar se reaproximando de um ex-namorado. Em meio a esse turbilhão de sentimentos, que vão do luto ao amor e da amizade à solidão, Sal passa a questionar sua própria origem e identidade, e tenta encontrar alguma lógica para a sua vida - uma tarefa que parece quase impossível.





Resenha:


Um livro tão lindo,que estou morrendo de saudades de Salvador e sua família linda.
Esse livro nos encanta,nada mais bonito que o poder da amizade,amor e aceitação.
Sally (Salvador) foi adotado aos 3 anos ,e ao contrário da maioria das historias de adoção ,essa é maravilhosa.
Gente ,esse livro foi o mais lindo que li esse ano,me emocionou tanto,me trouxe paz,empatia e me lembrou do quanto nossa família é importante para nós.
Eu gostei demais dessa leitura e recomendo a todos.

19/02/2019

A Grande Solidão

  e arquivado em    

Kristin Hannah já vendeu mais de 15 milhões de livros no mundo.

A Grande Solidão vendeu 200 mil exemplares em apenas dois meses nos Estados Unidos.

Alasca, 1974.

Imprevisível. Implacável. Indomável.

Para uma família em crise, o último teste de sobrevivência.

Atormentado desde que voltou da Guerra do Vietnã, Ernt Allbright decide se mudar com a família para um local isolado no Alasca.

Sua esposa, Cora, é capaz de fazer qualquer coisa pelo homem que ama, inclusive segui-lo até o desconhecido. A filha de 13 anos, Leni, também quer acreditar que a nova terra trará um futuro melhor.

Num primeiro momento, o Alasca parece ser a resposta para tudo. Ali, os longos dias ensolarados e a generosidade dos habitantes locais compensam o despreparo dos Allbrights e os recursos cada vez mais escassos.

Porém, o Alasca não transforma as pessoas, ele apenas revela sua essência. E Ernt precisa enfrentar a escuridão de sua alma, ainda mais sombria que o inverno rigoroso. Em sua pequena cabana coberta de neve, com noites que duram 18 horas, Leni e a mãe percebem a terrível verdade: as ameaças do lado de fora são muito menos assustadoras que o perigo dentro de casa.

A Grande Solidão é um retrato da fragilidade e da resistência humana. Uma bela e tocante história sobre amor e perda, sobre o instinto de sobrevivência e o aspecto selvagem que habita tanto o homem quanto a natureza.




Resenha:

Mas ,um livro de Kristin Hannah ,que me cativou e me prendeu do inicio ao fim.
Uma relação conflituosa entre pai,mãe e filha.
Relacionamento abusivo e tóxico.
Um livro que se passa no Alasca,e a autora descreve com todos os detalhes a beleza e os perigos desse lugar remoto e fascinante .
O livro da grandes viravoltas, tudo que você pensa que está perdido ,pode mudar em um piscar de olhos.
Vale muito a pena você acompanhar a vida de Leni ,seus sofrimentos,esperanças,fracassos e seu amor.
Como sempre ,a autora sempre me emocionando .
Amei !

16/02/2019

os 13 porquês

  e arquivado em    

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker, uma colega de classe e antiga paquera, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.


Resenha:

O livro é muito bom.
Nele temos a visão de Clay,sobre os acontecimentos que levaram ao suicídio de Hanna.
Totalmente diferente da série ,o livro é mais cru e não romantizado.
Nos alerta aos estágios de depressão que levam ao suicídio.
Eu gostei bastante do livro ,e me arrependo de não ter lido ele ,antes de ver a série.
Vale muito a pena ler.
Porém cuidado pois é um gatilho,para quem já passou por coisas parecidas.


09/02/2019

Mein Kampf

  e arquivado em    

No dia 1.º de Abril de 1924, por força da sentença do Tribunal de Munique, tinha eu entrada no presídio militar de Landsberg sobre o Lech. Assim se me oferecia, pela primeira vez, depois de anos de ininterrupto trabalho, a possibilidade de dedicar-me a uma obra, por muitos solicitada e por mim mesmo julgada conveniente ao movimento nacional-socialista. Decidi-me, pois, a esclarecer, em dois volumes, a finalidade do nosso movimento e, ao mesmo tempo, a esboçar um quadro do seu desenvolvimento. Nesse trabalho aprender-se-á mais do que em uma dissertação puramente doutrinária. Apresentava-se-me também a oportunidade de dar uma descrição da minha vida, no que fosse necessário à compreensão do primeiro e do segundo volumes e no que pudesse servir para destruir o retrato lendário da minha pessoa feito pela imprensa semítica. Com este livro eu não me dirijo aos estranhos, mas aos adeptos do movimento que ao mesmo aderiram de coração e que aspiram esclarecimentos mais substanciais. Sei muito bem que se conquistam adeptos menos pela palavra escrita do que pela palavra falada e que, neste mundo, as grandes causas devem o seu desenvolvimento não aos grandes escritores, mas aos grandes oradores.

Resenha

"O psique de massa do povo não é nada receptiva em saborear medidas pelas metades e fraqueza. Como uma mulher cujas sensibilidades são menos influenciadas pelo raciocínio abstrato do que pelo desejo indefinível e um respeito pela força superior, e que preferem curvar-se ao homem forte do que dominar o fraco, as pessoas adoram um governante severo mais do que um suplicante e sentem-se mais interiormente satisfeitas por doutrinas que não sofram nenhum rival, do que uma admissão de liberdade liberal da qual eles têm muito pouca ideia de como usar."

Um livro polêmico e totalmente estranho .
Por me interessar bastante por personalidades controversas ,li o livro para tentar entender todo delírio de Hitler e do povo alemão que estava sedento por um salvador da pátria.
Um livro perturbador ,escrito por um homem histérico ,raso e cheio de ódio e ego inflado.
Seu ódio aos judeus,sempre em tempos de fascismo ,é comum se escolher um inimigo para colocar a culpa em tudo que acontece de ruim,e Hitler começou a usar o discurso contra os judeus para ganhar sua fama e confiança .

"Foi nessa época que a maior mudança que eu já havia experimentado ocorreu em mim. De um mero cidadão mundano, eu tornei-me um fanático antissemita."

Um livro antigo que me parece super atual em tempos de fascismo crescente no Brasil.
Um homem desequilibrado ,movido por ódio,ego e moralismo ,que destruiu a nação alemã assim como a vida de milhares de pessoas ,que o único crime ,era não concordar com o pensamento dele.
Além de tudo ainda achava que estava fazendo a vontade de DEUS.
Parece que o passado anda se repetindo...escolher inimigos,mentir sobre eles,pois uma mentira contada muitas vezes se torna real.
Um livro que não é agradável de ler,porém necessário para que as pessoas pensem e saibam que erros passados podem surgir novamente.

Sendo assim, agora eu acredito que devo agir de acordo com o Criador Todo-Poderoso. Defendendo-me contra os judeus, estou a lutar pelo trabalho do Senhor." 


PRA CIMA!