25/07/2019

Amy & Matthew

  e arquivado em    


Às vezes, eu te amo é o mais difícil de dizer. Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois de contar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa. À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele ajudou-lhe. E quando a relação que começou como uma amizade transforma-se em outra coisa que nenhum dos 2 esperavam ou sabem definir, eles percebem que falam de tudo um para o outro... Exceto o que mais importa.


Resenha:


Um livro tão fofo,doce,triste e encorajador .
Amy tem paralisia cerebral ,e por esse motivo ,tem muitas dificuldades na fala e motora.
Mattew ,é um garoto com alguns transtornos psicológicos.
Eles estudam na mesma escola, e por um projeto da Ammy para que todos que quisessem ser cuidadores durante o período da escola, assim os alunos poderiam ganhar uma grana, e ela poderia conhecer as pessoas melhor, nesse tal projeto os dois se aproximam .
Aí começa uma linda história de amor,amizade,cumplicidade e sacrifício.
Esse livro me tocou bastante,nos mostra o quanto depreciamos a capacidade de uma pessoa com deficiência.
Eu sou casada com um cara incrível com paralisia cerebral,e posso dizer que não poderia ter companheiro mais maravilhoso.
Esse livro ,é muito lindo.
vale muito a pena ler.

16/07/2019

Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo

  e arquivado em    

Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão.

Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.




Resenha:

O livro é simplesmente lindo de viver!!
Ari e Dante,se tornam amigos e ali começa uma parceria ,amor e cumplicidade linda.
Eles são super diferentes, mas a amizade mostra que realmente as pessoas se completam.
Não é só uma estória  de amizade ,e sim de amor,descobertas e sexualidade.
Eu amei cada pedacinho desse livro
Amo esse autor,já tinha lido outro livro dele e me apaixonei por sua escrita.
Amo a cultura mexicana,que tanto ele mostra em suas obras.
Um livro para se apaixonar.

15/07/2019

Daqui Pra Baixo (Intrínsecos #9)

  e arquivado em    


Aos quinze anos, Will conhece intimamente a violência. Ela está no dia a dia do bairro, nos avisos para não voltar muito tarde, nos sussurros dos vizinhos sobre mais uma pessoa que foi morta. Sussurros que agora falam da família dele, de seu irmão mais velho, seu herói.
"Daqui pra baixo" é a história de uma vingança contada pelo olhar do garoto cujo irmão foi baleado na rua onde ele mora. Um romance escrito em verso, que se passa em pouco mais de um minuto: o tempo que o elevador do prédio leva pra descer até o térreo, onde Will vai encontrar o assassino do irmão, vai apontar pela primeira vez uma arma na cara de alguém e vai atirar.
São só 67 segundos, mas nas circunstâncias de Will isso é muito tempo. Ele rememora as regras do bairro, sob as quais foi criado. A número 1 é não chorar. A número 2, nunca dedurar ninguém. A terceira e mais importante, se fazem algo com você, você tem que se vingar. Quem as ensinou a Will foi Shawn, seu irmão, e agora ele foi morto. As regras são o que restou.
A cada andar, a cada parada do elevador, a porta que se abre e se fecha rebela um rosto diferente, todos do passado de Will. Nenhum o julga nem evoca moralismos, mas conforme eles surgem e vão ocupando a cabine, ocupam também os pensamentos e sentmentos de Will. Como exatamente elevai manejar aquela arma? Ele sabe com certeza absoluta quem foi o assassino do irmão? Ele não vai errar o tiro? Cada rosto tem uma história de vida e de morte. Will, em questão de segundos, vai definir a dele.
Jason Reynolds escreveu "Daqui pra baixo" originalmente em prosa, depois em verso, e a narrativa em staccato que resultou dessa experimentação faz a emoção - a confusão, a revolta, o medo - do garoto armado que sai para vingar o irmão crescer também no peito de quem lê. Um livro impossível de ignorar.

Sirenes pra todo lado,
cada uivo cortando
o barulho da cidade.
Mas não os gritos.
Os gritos sempre são
mais altos que o resto.
Até que as sirenes.

 Resenha:

Um dos livros maravilhosos que o clube intrissecos trouxe ao seus assinantes .
Um livro de uma temática importante que mostra como reconhecer nossos privilégios só pelo simples fato de não sermos negros nessa sociedade que ao longo dos séculos tem feito um genocídio das pessoas negras.
Um livro que mostra através da poesia ,o racismo profundo na cultura americana,a marginalização das pessoas que moram nos guetos.
Um livro para ser lido em nosso país,pois aqui também o genocídio dos jovens negros é imenso.
As pessoas com privilégios ,( já escutei muito de ex amigos de clubes de leitura por sinal) que cotas pra negros não são significativas porque negro geralmente não termina o curso...
Já houvi coisas bem piores,que cota é esmola etc...
Enfim ,um livro maravilhoso!!
Valeu muito ler esse livro,todos aqui em casa amaram.
Foi até um presente de uma assinante do clube para minha filha,pois como eu tive o cartão clonado,ela me enviou com todo amor o livro!!

11/07/2019

A Última carta de Amor

  e arquivado em    

O primeiro livro de Jojo Moyes publicado pela Intrínseca, relançado com nova capa.

Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. De volta a casa com o marido, ela tenta, em vão, recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por "B", e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento, como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante.

Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado, Ellie começa a procurar por "B", e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas do próprio relacionamento.

Com personagens realisticamente complexos e uma trama bem-elaborada, A Última Carta de Amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.




Resenha:

O amor verdadeiro não acaba
Um livro lindo.
Mais uma vez a Jojo moyes nos emocionando. 
Uma estória que começa lá pelos anos 60 e que tem uma longa jornada de desencontros e decepções.
Um livro que fala sobre amores impossíveis, medos ,e esperança.
Achei a história  cativante e muito fluída.
Um romance muito prazeroso de ler.
Super recomendo.

09/07/2019

Circe

  e arquivado em    

Uma releitura corajosa e atual da trajetória de Circe, a poderosa – e incompreendida – feiticeira da Odisseia de Homero. 

Na casa do grande Hélio, divindade do Sol e o mais poderoso da raça dos titãs, nasce uma menina. Circe é uma garotinha estranha: não parece ter herdado uma fração sequer do enorme poder de seu pai, muito menos da beleza estonteante de sua mãe, a ninfa Perseis. Deslocada entre deuses e seus pares, os titãs, Circe procura companhia no mundo dos homens, onde enfim descobre possuir o poder da feitiçaria, sendo capaz de transformar seus rivais em monstros e de aterrorizar os próprios deuses. 
Sentindo-se ameaçado, Zeus decide bani-la a uma ilha deserta, onde Circe aprimora suas habilidades de bruxa, domando perigosas feras e cruzando caminho com as mais famosas figuras de toda a mitologia grega: o engenhoso Dédalo e Ícaro, seu filho imprudente, a sanguinária Medeia, o terrível Minotauro e, é claro, Odisseu. 
E os perigos são muitos para uma mulher condenada a viver sozinha em uma ilha isolada. Para proteger o que mais ama, Circe deverá usar toda a sua força e decidir, de uma vez por todas, se pertence ao reino dos deuses ou ao dos mortais que
ela aprendeu a amar. Personagens vívidos e extremamente cativantes, aliados a uma linguagem fascinante e um suspense de tirar o fôlego, fazem de Circe um triunfo da ficção, um épico repleto de dramas familiares, intrigas palacianas, amor e perda. Acima de
tudo, é uma celebração da força indomável de uma mulher em meio a um mundo comandado pelos homens.



Resenha:

Um dos livros mais maravilhosos que li!
A autora da um show de fantasia ,acrescentando a mitologia grega.
Circe é uma Deusa,uma feiticeira ,e acima de tudo uma mulher fascinante!!
Dona da sua opinião ,forte e decidida.
O livro passeia pelas histórias de outros Deuses do olimpo ,e muitos semi-deuses nascidos de mortais e Deuses.
É um livro que você fica ansioso a cada página ,e não consegue parar até o fim.
Um show!! Agora estou ansiosa para ler o outro livro da autora.


PRA CIMA!